Centro de Diagnóstico e Terapias: Alzheimer e Outras Patologias

Horário : Segunda a Sexta das 09h00 às 19h00
  Contacto : +351 21 750 6010 | info@neuroser.pt

Arquivo de Dezembro 2018

COZINHAR DEPOIS DO AVC (5 DICAS)

Um Acidente Vascular Cerebral (AVC) é um evento repentino e que pode levar a alterações drásticas. Estas alterações vão implicar não só a própria pessoa, mas também toda a sua família, sendo que poderá traduzir-se em dificuldades no dia-a-dia e em momentos específicos e importantes para a família, tais como o Natal. Nesta época festiva, uma das actividades mais tradicionais é a culinária, quer seja através da preparação da ceia de Natal quer dos doces típicos. Assim sendo, sugerimos cinco dicas para facilitar o seu envolvimento nesta época festiva:

  1. Planeie a actividade atempadamente

Esta etapa inclui não só ponderar a receita que vai realizar, mas também os ingredientes e utensílios, o tempo de duração, as exigências motoras e cognitivas associadas, o local onde vai realizar, entre outros. Assim poderá precaver a ocorrência de algumas dificuldades e planear estratégias ou produtos que auxiliem o seu desempenho.

  1. Prepare o ambiente

Prepare não apenas o ambiente físico, mas também o social. Isto significa que deve preparar a cozinha, os utensílios, a bancada, uma possível cadeira para descansar, mas também um ambiente social calmo e que não leve à frustração e stress

  1. Peça aconselhamento a um profissional de saúde

É importante que peça aconselhamento ao profissional de saúde que o acompanha, uma vez que este poderá sugerir-lhe estratégias, dicas e/ou produtos que facilitem a actividade de culinária.

  1. Divida a receita em várias etapas

Para prevenir momentos de cansaço, aconselhamos a dividir as receitas em tarefas e aproveitar estes intervalos para descansar.

  1. Tenha em atenção a sua segurança

Acima de tudo, garanta que as suas actividades são realizadas em segurança. É importante garantir que a utilização de facas ou outros objectos afiados não serão um risco, bem como estar atento a superfícies quentes.

Revisão: Ana Matias – Terapeuta Ocupacional

Ler Mais